Como você encara a ansiedade?

Atualizado: 21 de ago.

Encarar a ansiedade como algo humano e sem ter com o que se envergonhar, vem sendo cada vez mais difícil no dia-dia do mundo competitivo e de alta performance. "O outro é bom, o eu que diz é ruim, sempre a grama do vizinho está mais verde, o corpo mais bonito e a maré de sorte só bate por lá, nunca por aqui." - São pensamentos e dizeres soltos, frequentes de uma pessoa que chegou a níveis de ansiedade que se torna inexplicável se não houver um olhar profundo e uma investigação da sua genética, sentimentos, traumas, situações estressantes, alimentação, rotina e utilização de substâncias químicas que podem ser fármacos, psicoativas, antidepressivos e até mesmo terapias radicais de emagrecimento. No Brasil, em 2019, calculou-se mais um aumento de 13 milhões de usuários de ansiolíticos. Veja só: "Devido ao aumento dos casos de crises de ansiedade na pandemia, em março e abril de 2020 a comercialização do clonazepam aumentou 22% comparado ao mesmo bimestre de 2019, conforme os dados do Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos (Sindusfarma), saltando de 4,6 milhões para 5,6 milhões de caixas" (GONÇALVES, 2020). Para a psicologia a ansiedade é uma reação marcada por sentimentos de nervosismo, tensão, medo, apreensão e preocupação, insegurança, suor frio, gerando efeitos desagradáveis como incapacidade de executar tarefas cotidianas, perda ou diminuição do desempenho no trabalho, isolamento social e preocupação constante, interferindo também na qualidade do sono (GAMEIRO, 2020). O que cabe a mim como nutricionista é te alertar que não são somente fatores ambientais que provocam e aumentam níveis de ansiedade, existem conexões acontecendo simultaneamente neste exato momento do seu dedo do pé até o fio de cabelo. Vamos fazer a seguinte sequência cronológica: João bateu o dedão em uma pedra, está ferido. A inflamação fisiológica começa na ferida e até ai, tudo bem, o organismo vai tratar disso. Agora, se o João encontra-se triste, sobrepeso, autoestima baixa e um terrorismo de pensamentos frequentes acontecendo por sua procrastinação em resolver problemas, insatisfação com a vida, qual é a tendência deste dedo ferido virar um turbilhão de sofrimento? Do João sentir-se a pior pessoa do mundo e julgar ter uma tremenda falta de sorte?


Então, seguindo o pensamento do estado emocional negativo, temos duas vertentes: crônica (sequencial e duradoura) e aguda (momentânea, solúvel com maior facilidade). A exaustão gera insatisfação e com isso vejo pessoas que adiam aquilo que é mais importante em suas vidas, sofrerem consequência de suas escolhas. O emagrecimento por exemplo, é algo necessário para quem está com sobrepeso e obesidade, não apenas por modelagem do corpo, mas pela saúde, boa qualidade da mente, desenvolvimento pessoal e forte filtrarem das negatividade que acontecem no decorrer da vida. Se você está bem, tudo tende a ficar bem! 5 colaterais da ansiedade que mais escuto em atendimento clínico:

  1. Dificuldade e redução do sono.

  2. Redução da memorização e concentração.

  3. Dores de cabeça constante (Cefaleia).

  4. Nervosismo.

  5. Procrastinação.

Diante disto, estou escrevendo esse texto com o objetivo de esclarecer e direcionar pessoas com níveis de ansiedade agudo ou crônico em elevar seu pensamento e ações para que obtenham melhores resultados em sua vida. A nutrição tem um papel fundamental neste processo e lembro sempre daquele ditado: "Você é o que você come!" ; Mas quando trata-se de ansiedade prefiro dizer: Você é o que metaboliza, absorve, digere e disponibiliza para que seu organismo realize as funções sistemáticas e cognitivas de forma mais limpa, tranquila e saudável. Quando uma pessoa chega ao meu consultório observo e estudo seu comportamento através da anamnese e posteriormente, nos meses sequentes, vejo uma evolução naqueles que dedicam-se e realizam o que estão se propondo a fazer. Eu como nutricionista, esclareço que é fundamental ter uma quantidade de vitaminas, minerais, proteínas, carboidratos e gorduras adequadas para todas necessidades fisiológicas do organismo, além de um microbioma composto em sua maior parte por bactérias positivas. Por isso, não é apenas utilizar medicamentos, emagrecer radicalmente, parar de beber e de fumar, ou dormir 8 horas por dia. É necessário estar com seu organismo nutrido, forte e coerente com a tão desejada boa qualidade de vida.


O mais importante de tudo é entender e acreditar que nosso cérebro tem uma incrível capacidade de reaprender e adaptar-se, como citei anteriormente no texto publicado neste mesmo blog (Neuroplasticidade, compulsão e sono). Existem patologias que interferem diretamente na função intestinal e consequentemente estão associadas com altos níveis de ansiedade, são elas:

  1. Fibromialgia

  2. Doença de Crohn

  3. Doença Celíaca

  4. Disbioses

  5. Sindrome do intestino irritável

  6. Câncer

  7. Diverticulite

Em um relatório no jornal Psychotherapy and Psychodynamics, pesquisadores da Itália e de Buffalo, em Nova York, mostraram que uma doença neurológica como a esclerose múltipla ou o mal de Parkinson podem aparecer primeiro como um problema psiquiátrico anos antes que os sintomas neurológicos se tornem aparentes. A ansiedade também pode ser um sinal precoce de uma condição médica presente e ainda não diagnosticada, como por exemplo:

  1. Doença da tireóide

  2. Hipertensão

  3. Problema renal

  4. Esteatose hepática

  5. Alergia alimentar

Fundamental repaginar a sua vida, seu comportamento e rotina, antes de tratar uma ansiedade que pode ser resolvida através de um novo estilo de vida. Faça terapia, procure seu nutricionista, médico(a) e aposte em soluções saudáveis e duradouras. Poderia falar aqui sobre serotonina, melatonina, vitamina B2, B6 e alimentos que potencializam o bem estar, reduzindo níveis de ansiedade. Mas estou preferindo te falar 5 verdades sobre o pensamento que conheci através da nutrição:


  1. O pensamento positivo libera serotonina, o negativo aumenta o cortisol.

  2. Muitos pensam em melhorar, mas são poucos os que seguem até o objetivo.

  3. Pensar em problemas, soluções e metas é tão normal como respirar.

  4. A atividade física contribui para um bom funcionamento mental.

  5. Quem pensa que dieta saudável é ruim, está pensando errado.




JAYME ASSUNÇÃO

NUTRICIONISTA

CRN 11090


224 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo