Menstruação: Vamos reduzir os danos emocionais e nutricionais?

O ciclo menstrual é um processo mensal que prepara o corpo da mulher para uma possível gravidez. Quando isso não ocorre, o útero se desprende de seu revestimento causando a excreção de sangue através do órgão genital. Com o passar das gerações, as meninas realmente vêm menstruando mais cedo. À primeira menstruação dá-se o nome de menarca e o início do processo é marcado quando os ovários começam a produzir hormônios, iniciando a puberdade. Dois são os principais hormônios envolvidos: o luteinizante (LH) e o folículo-estimulante (FSH), ambos estimulam os ovários a fabricar estrogênio e progesterona.


O estrogênio produzido pelo corpo feminino tem algumas variações. Para você entender claramente, vou dar um exemplo. Existe a fruta Banana e suas variações: banana da prata, banana nanica, banana maçã. Endógeno é tudo aquilo que é produzido através das atividades metabólicas do seu organismo e, sendo assim, temos três tipos de estrogênios endógenos e ativos em mulheres que têm atividade hormonal normal. Através dos meus atendimentos clínicos ao público feminino, venho percebendo alguns “ataques” às atividades dos ovários, principalmente relacionados com o uso de chips da beleza, anticoncepcionais injetáveis ou orais sem um estilo de vida compensatório (atividade física, boa alimentação, etc.). Além disso, tenho notado o aumento do número de pacientes acometidas por algumas patologias, sendo elas: síndrome dos ovários policísticos, tumores nos ovários, síndrome de excesso de aromatase - que aumenta a produção hormonal "negativa" e reduz a positiva. Sabe o exame bioquímico (de sangue)? Existem 3 solicitações de estrogênio que podemos fazer: Estrona (E1), Estradiol (E2) e Estriol (E3). Não se assuste se o seu estiver abaixo da recomendação se sua atividade reprodutiva estiver bloqueada por utilização de contraceptivos.


10 SINTOMAS DE BAIXA/ALTA PRODUÇÃO DE ESTROGÊNIOS:


01. Aumento do peso

02. Alterações no humor / +TPM

03. Fadiga

04. Queda dos cabelos

05. Insônia

06. Baixa libido

07. Calores excessivos

08. Apetite irregular

09. Dificuldade de engravidar

10. Ansiedade


Vale ressaltar que algumas pacientes também apresentam amenorréia, que é a ausência de períodos menstruais e, nesses casos, se faz necessário acompanhamento com o médico(a) especialista (ginecologista).


A menstruação não precisa doer, ser estressante e muito menos alimentar compulsões. Querendo que seja menos complicado para você que vive este processo mensalmente, vou deixar 10 informações que devem servir de direção para uma melhor compreensão sobre ciclo menstrual:


1. Não compare seu ciclo menstrual com o de outras mulheres, entenda o seu corpo e tenha sempre acompanhamento de um profissional qualificado.


2. Aceite que esse processo é orgânico, saudável e faz parte da sua vida. Não é a melhor coisa do mundo, entendo, mas é algo que está presente mensalmente e isso deve ter uma compensação emocional ao menos equilibrada, visto que temos outros problemas internos e externos para resolver.


3. Não compense o estresse, nervosismo e ansiedade com açúcar e alto volume de comida. Mês após mês isso pode danificar a sua autoestima e todo processo será cada vez mais "desequilibrado".


4. Mantenha seu peso em níveis ideais. Pegue o seu peso e divida por sua altura 2x. Exemplo: 70 (peso) dividido por 1,70 (Altura em metros) = 41,17 divido por 1,70 novamente = 24,22 (Índice de massa corporal). Sendo o resultado ideal estar abaixo de 25!

5. Não é apenas o sobrepeso que aumenta os sintomas de TPM. Os níveis de magreza também estão diretamente ligados ao período menstrual conturbado.


6. É normal reduzir o desempenho nas atividades esportivas, visto que sangue transporta oxigênio para os músculos e neste período fica mais escasso o fornecimento sanguíneo para o tecido muscular. Reduza a carga nos treinos de força e a intensidade nos aeróbicos.


7. É normal ter uma alteração no ciclo quando se perde muito peso. Sua produção hormonal está se adaptando/regulando, cortisol baixando, processos inflamatórios reduzidos, sendo assim não se assuste.


8. A tireóide é de fundamental importância no ciclo menstrual e vou destacar 3 comportamentos nocivos para a produção tireoidiana que devem ser retirados imediatamente da sua vida: Consumo de soja transgênica, rejeição/privação de proteínas e tabagismo.


9. Caso tenha um fluxo menstrual intenso mensalmente, apresentando sintomas de fadiga e baixa autoestima, solicite ao seu médico ou nutricionista uma atenção especial com o mineral ferro.


10. Beber água regulamente. Muito simples né? Mas a maioria das mulheres que atendo chegam ao consultório com um consumo menor do que 1 litro por dia. Sintomas como dores de cabeça, estresse e cansaço melhoram com a quantidade adequada do líquido mais importante para o nosso corpo!




JAYME ASSUNÇÃO

NUTRICIONISTA

CRN 11090

207 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo